21.12.08


O céu de Lisboa tem estado tão azul que às vezes quando estou distraída penso que estou de volta ao Verão.

20.12.08

Nao tenho tido muito tempo para o blog - entre almoços, lanches, jantares e outras desculpas para festas de Natal esta é, sem dúvida, a época mais movimentada do ano. E normalmente a mais divertida também. Só que desta vez, depois de quatro festas seguidas – no espaço de 28 horas - e de ter esgotado a minha quota de alcool até ao final do ano, anunciei que estava farta do Natal.

Entretanto na troca de presentes do meu escritório recebi 2 livros do meu amigo secreto.

- Around the world in 80 dates – descrição: the author decides to set out on the trip of a lifetime, dating her way around the globe to find the man of her dreams. And date them she does: from the Skate Date in Paris to the High Roller in Vegas, from the Love Professor in Sweden and the Dead Date in Italy to the Penguin Ranger in Australia. But just as she crosses the international dateline one more time, juggling doubts and excess baggage, the impossible happens - has she finally met Mr Right?

- The bluffer's guide to men - um livro que tem frases como: a man knows he is in love when he finds himself thinking not just about sex every six minutes, but about sex every six minutes with the same woman.

Uhmmmm. Será que alguém está a querer dizer-me alguma coisa? Estava convencida de que tinha sido alguém da minha equipa a dar-me a prenda, mas afinal foi um colega que eu mal conheço. O que me deixou um bocado preocupada... Será assim tão óbvio que:

1. Eu sou solteira
2. Estou sempre em dates
3. Não percebo nada de homens
4. Claramente preciso de ajuda!?

Nota para 2009: ser mais discreta.

Ao longo da semana fui-me despedindo dos meus amigos que começaram a partir para os vários cantos do mundo. Nesta altura fico sempre com aquela sensação de final do ano que tinha na escola. Adeus, beijinhos, abraços, vou ter tantas saudades, este ano foi tão bom, vemo-nos no ano que vem! Divirtam-se muito!!!!

A C está a hibernar no Brasil até Fevereiro. “Venha visitar-me!” disse ela num email, depois de eu me queixar que ia ter saudades das suas desventuras Londrinas. Quem me dera, mas é tão longe... A A vai para o Cairo até princípio de Janeiro, a N vai estar a esquiar com a família algures nos Pirinéus, e a E vai aos Estados Unidos fazer uma visita relâmpago à família. “Everyone is so depressed in the US right now, I don’t want to be there for very long!” disse-me ela quando eu achei que se tinha enganado nas datas. Depois vai continuar a festa em Paris. E eu de volta a Lisboa num voo da TAP. Uma hora atrasada, como não podia deixar de ser.


pic: http://www.etsy.com/view_listing.php?listing_id=15261977

9.12.08

O TAL VIDEO

De que tinha falado – realizado por Sofia Coppola para o perfume Miss Dior. ADORO.



Já que estamos no tema de Paris, fica aqui uma das minhas canções preferidas da banda neo-zelandesa Ladyhawke. Chama-se Paris is Burning e ouvi-a pela primeira vez no desfile de Primavera Verão 2009 da Chanel.



E finalmente, macaroons da Ladurée... doces deliciosos que derretem na boca e já podemos comprar em Londres!


foto: http://the-lastresort.livejournal.com/friends

8.12.08

pic: chanel.com

I ♥ CHANEL 2.55

Se eu só pudesse ter única carteira para o resto da minha vida tinha de ser uma Chanel 2.55 Classic.

A carteira é o supra sumo do chique Parisiense. Foi criada em Fevereiro de 1955, daí ser conhecida como o modelo 2.55, e desde então que se recusa a sair de moda. Tanto pode ser ser usada com jeans e ténis como com um vestido de cocktail – é simultaneamente Kate Moss e Rainha Rania da Jordânia.

A 'minha' - a que faz o meu coração bater mais forte - é em pele preta (caviar leather) e tem a corrente e o C duplo em dourado. Há anos que suspiro pela carteira, mas a minha obsessao aumentou em Milão durante a semana da moda. Editora de moda sim editora de moda não tinha uma carteira da Chanel. Honestamente, parece que fizeram de propósito e combinaram todas desfilar para cima e para baixo com a minha carteira ao ombro. O cúmulo foi a assistente da Glamour Russia, que tinha comprado a versão em bubble gum pink no dia em que jantamos juntas. Quem é que tem tantas carteiras que compra uma 2.55 cor de rosa?

Numa tarde eu e a R, com quem partilho a minha obsessão pela Chanel (e pela Lanvin, Gossip Girl, e pelos nossos sobrinhos) fugimos do Showroom e fomos até à loja da Chanel na via S. Andrea. Analisámos cada carteira ao pormenor e discutimos as vantagens da corrente dourada em vez da prateada, do tamanho médio em vez do maior, e do modelo clássico em vez das carteiras lançadas mais recentemente. Não há duvida que eu e a minha carteira nascemos uma para a outra. Ficava perfeita com o que eu tinha vestido. Podia ter saido com ela ao ombro como se tivessemos estado juntas toda a vida. Despedi-me dela, com o coração apertado, mas uma vez que o fruto do meu desejo custa £1275, teve de ser. À saida da loja cruzamo-nos com a editora da Madame Figaro Grécia, que claro, estava a usar a minha carteira (corrente prateada). Ela lançou-me um olhar cúmplice: 'Eu sei que nao devias estar na loja da concorrência, mas como é a Chanel, eu entendo.'

De volta a Londres resolvi começar uma conta poupança para a minha futura carteira. E de repente, de uma situação económica aparentemente desfavorável nasceu uma nova esperança... Com as taxas de juro a cair a pique com certeza que não vale a pena ter o dinheiro parado no banco. Sem dúvida que é mais sensato investir num clássico que posso usar até aos oitenta!


pic: http://flickr.com/photos/caroline/74910552/

1.12.08

MÚSICA

Ouvi a canção Bruises dos Chairlift pela primeira vez na televisão num anúncio do iPod Nano há mais ou menos um mês. Parei de fazer o jantar e fui a correr para o computador fazer o download da música. Segundo o iTunes já a ouvi 33 vezes!

Os Chairlift são uma banda de Nova Iorque - desta vaga de bandas fantásticas de Brooklyn como os MGMT. O line up: Caroline Polachek (vocalista), Patrick Wimberly (bateria) e Aaron Pfenning (guitarra). Vale a pena ouvir o resto do álbum, Does You Inspire You. Eu gosto principalmente do single Evident Utensil, que foi remixed pelos... MGMT.

Por coincidêcia nessa altura eu andava a tentar de tudo para que um certo português gostasse de mim, e ironicamente, a letra da canção acabou ser bastante adequada...

I tried to do handstands for you but everytime I fell for you
I'm permanently black and blue, permanently blue for you



SOFIA COPPOLA & MISS DIOR CHÉRIE

Sofia Coppola, a eterna musa de Marc Jacobs e a minha realizadora preferida - com os filmes Marie Antoinette, Lost in Translation e Virgin Suicides, acabou de realizar a sua primeira campanha de publicidade.

A campanha para o perfume Miss Dior Chérie, mostra a modelo Maryna Linchuk num fitting no atelier da Dior e a passear alegremente pelas ruas de Paris.

Como seria de esperar Sofia Coppola conseguiu capturar o espírito romântico da cidade e as fotos estão lindíssimas e super girlie. Confesso que não adoro o perfume, mas dêm-me Paris e aquele casaco cor-de-rosa... Já tenho a bóina!


pics: fashionologie